Segunda-feira, 18 de Maio de 2009

O Tribunal de Contas considera “não ter sido salvaguardado o interesse do Estado” no processo de alargamento da concessão do terminal de contentores de Alcântara à empresa Liscont.
Se calhar, agora até se justificava uma “providênciazinha cautelar” do tal senhor que supostamente “fazia falta”.
 



Pedro F. às 11:21 | link do post | comentar

Contacto
camaradecomuns@sapo.pt
Arquivo
2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
Siga-nos
Lemos Sempre
Tags

todas as tags

subscrever feeds